17 de dezembro de 2017
PUBLICIDADE
banner_site_1190_x_150_pixel_endereco
banner_site_1190_x_150_pixel_endereco
CHIQUINHO SORVETES
CHIQUINHO SORVETES
Chiquinho 03
Chiquinho 03

Faz mal ficar com muita vontade de fazer xixi?

PUBLICADO DIA: 15/08/2016
POR: Portal Janiópolis
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
Urologista diz que não vê perigo à saúde quando se segura o xixi

Urologista diz que não vê perigo à saúde quando se segura o xixi

Uma pessoa precisa urinar, mas está muito envolvida em seu trabalho, “presa” à mesa terminando de escrever um e-mail urgente (e talvez, respondendo outro em seguida). Ou então está acabando alguma tarefa em casa.

Ou pode ser uma pessoa com vontade de fazer xixi enquanto está na rua, mas prefere segurar até chegar em casa a ter que usar um banheiro público que provavelmente não deve estar tão limpo.

Em todos esses casos, as pessoas podem esperar tanto que, quando finalmente têm a chance de ir ao banheiro, está dando pulos, fechando as pernas com as mãos – e com a sensação de que a bexiga está para explodir.

Mas essa espera até o último momento pode causar algum problema para a saúde?

Para especialistas consultados pela BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, adiar a hora de urinar não causa problemas na maioria dos casos.

“Não vai acontecer nada a uma mulher jovem que está trabalhando ou fazendo alguma coisa em casa e adia a ida ao banheiro porque está cuidando do filho (por exemplo)”, esclareceu Gustavo Villar, chefe do departamento de urologia do Hospital Espanhol de Buenos Aires.

Villar diz que adiar voluntariamente o ato de urinar não causa infecção urinária. “Não há nada que diga ‘sim’ a isso.”

Médicos afirmam que segurar o xixi deliberadamente é diferente da retenção urinária crônica

Médicos afirmam que segurar o xixi deliberadamente é diferente da retenção urinária crônica

“Agora, se a paciente já tem uma doença e uma patologia de infecções urinárias repetidas, bexigas hipoativas devido a questões neurológicas ou por diabetes, é outro assunto.”

“No caso da mulher jovem que não vai urinar porque está fazendo outra coisa, se isto pode causar um transtorno no futuro? A resposta é não (…) Quando uma pessoa não vai (ao banheiro) porque está assistindo à novela, não acontece nada”, disse o médico.

Mas Villar lembra que “se seu organismo permite que você fique 12 ou 14 horas sem urinar tomando líquido é porque é uma bexiga que já não está normal. Algo está acontecendo com este paciente”.

Infecção urinária

Gustavo Villar explicou que se uma pessoa jovem desenvolve infecção urinária “com certeza não é por segurar” o xixi.

“Ela se infecta por outros mecanismos, porque tem problemas intestinais, não faz uma boa higiene (…), ou pelo sangue, uma infecção que está do outro lado do corpo e aparece na bexiga como pode aparecer em qualquer outro órgão.”

Por outro lado, o médico lembra que é mais comum que as mulheres consigam segurar o xixi melhor que os homens e isto se deve ao fato de a mulher ter uma bexiga com características diferentes.

“A bexiga da mulher tem uma parede menor, a mulher tem uma pelve diferente e não tem próstata, então pode ser dar ao luxo de aguentar um pouquinho mais”, explicou.

Retenção crônica

Segurar o xixi é normal e não causa problemas mas é importante não confundir isto com problemas como a retenção urinária crônica, “quando a bexiga não esvazia completamenta quando (a pessoa) vai urinar”, disse à BBC Mundo o urologista britânico George Yardy, do Ipswich Hospital, na Inglaterra.

“Algumas pessoas podem ter restos de cerca de meio litro de urina. Para alguns, isto não causará nenhum problema, mas outros podem desenvolver infecções urinárias ou até cálculos.”

Yardy disse que existe a possibilidade em menor proporção de que segurar a urina muitas vezes poderia contribuir para o desenvolvimento de uma retenção urinária crônica.

Mulheres aguentam mais tempo sem ir ao banheiro em comparação aos homens

Mulheres aguentam mais tempo sem ir ao banheiro em comparação aos homens

“Mas ainda não se compreende com clareza por que algumas pessoas desenvolvem a retenção urinária crônica”, explicou Yardy.

Yardy acredita ser “provável que uma parte daqueles com retenção urinária crônica seja de pessoas que urinam com pouca frequência, a bexiga tenha se expandido e não conseguem esvaziá-la completamente”.

“Nem todos os que urinam pouco acabam com retenção urinária crônica, mas é possível que uma parte desenvolva a retenção com infecções urinárias recorrentes”, afirmou.

Mas o médico alerta que é importante esclarecer que esta ligação é apenas uma hipótese, que segurar o xixi voluntariamente e a retenção urinária crônica são duas coisas totalmente diferentes.

Yardy também fala do caso de crianças que seguram o xixi.

“São crianças que não urinam com frequência e acabam tendo bexigas com mais capacidade que não se esvaziam completamente.”

Para estes casos é importante fazer uma mudança de comportamento.

“É preciso estimulá-los a ir ao banheiro mais vezes e garantir que o façam a cada duas ou três horas, preferivelmente a cada duas horas, e fiquem ali todo o tempo necessário”, disse o o urologista britânico.

“Muitas vezes este é o único tratamento que eles precisam e suas bexigas se recuperam.”

Dois litros de água

Algo que não gera dúvidas entre a maioria das pessoas é a importância de tomar água, mais precisamente cerca de dois litros por dia.

Mas qual é a importância disso para a saúde do aparelho urinário?
“Porque é uma varredura mecânica, limpa os rins, os uréteres e a bexiga. É como a água de um riacho que vai passando e limpando, não para. E, ao não parar, impede a colonização por bactérias, formação de cálculos e todo o resto”, disse Gustavo Villar à BBC Mundo.

“Se vocês prestarem atenção vão ver que, se tomam muito líquido, a cor da urina fica cada vez mais clara. A primeira urina da manhã é mais concentrada, mais amarela porque durante a noite você não bebeu nada. E se você bebe muito, parece que urinamos água, isso é o que faz a limpeza do trato urinário.”
“E a recomendação para pacientes com infecção urinária é que tomem muito líquido”, acrescentou.

Mas Villar afirma que é melhor ter cautela com a água mineral.
“A água mineral às vezes tem muito sódio, potássio e outros eletrólitos”, que podem causar problemas para hipertensos, segundo o médico.

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Janiópolis